quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

SEE YA!!

Faz tempo que tento encerrar o blog e não consigo (não estamos mais em Perth). Choro de tristeza por ter deixado essa cidade que amo e que nos recebeu com tanto carinho. 



Mas isso faz parte da história de se tornar um imigrante, e, como tudo na vida, traz vantagens e desvantagens.

Pois é, já estou no Brasil há 2 meses e deixei em Perth o melhor de mim - meus dois filhos- que decidiram estudar e se formar na Austrália.




Deixei também amigos que foram como uma família pra mim e que jamais esquecerei.











































































































Deixei uma saudade sem fim.

Mas não quero que essa despedida do blog tenha esse tom de tristeza, até porque continuarei  a responder todas as consultas que continuam chegando pra mim e que respondo com o maior prazer.

Tenho aproveitado muito o Rio, meus amigos queridos que me receberam com o maor carinho e minha família, saudosa por dois anos de ausência. Muito o que recuperar, reviver, atualizar e reprogramar.

E a comida brasileira? Ah, que alegria voltar a comer o pãozinho francês saído do forno, a empada da praia, o pastel do Bar do Adão, o bolinho de feijoada do Aconchego Carioca, o bolinho de aipim recheado... E tomar água de coco (mesmo a R$6), comer biscoito Globo, queijo de coalho e me encher de mate nas praias lotadas do Rio e de Niterói, num Verão que derrete até pensamento.




E os passeios? Tantos lugares para revisitar: caminhar na Lagoa Rodrigo de Freitas, gastando calorias para recuperá-las em seguida comendo acarajé no quiosque baiano ou tomando uma caipira de jabuticaba ou cupuaçu no Palaphyta, com a visão estonteante do por do sol e confirmando que Deus existe mesmo! 

Ou ainda passear sem pressa pela trilha Claudio Coutinho na linda Urca, só pra ter a certeza que não existe lugar mais lindo no mundo que o Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa. Mas que podia ser MUITO mais maravilhosa, ah...podia.






Me impressiona, a cada vez que piso aqui, o descaso com a cidade. As autoridades "não estão nem aí" para o bem estar da população. O trânsito continua insuportável, a insegurança se tornou coisa corriqueira para os cariocas (e brasileiros em geral), os preços estão tão absurdos que foi inventada sarcasticamente a moeda SURREAL, ironizando os valores estratosféricos praticados no comércio, pelos oportunistas que já querem faturar com a Copa do Mundo. Uma pena.

Quando a gente, ainda que por pouco tempo, tem a oportunidade de experimentar o que é viver de fato com ORDEM e PROGRESSO, fica difícil querer morar aqui no Brasil novamente.




E foi por isso que desde que soubemos  que não poderíamos continuar na AU (contrato de trabalho encerrado), decidimos buscar outro país com a mesma qualidade de vida que nos possibilitasse continuar a viver com DIGNIDADE ( fica a dica!)




Já encontramos, mas todo esse processo leva tempo. Enquanto isso, vamos ficando por aqui, na interminável esperança que nossa pátria tome jeito e que o GIGANTE acorde antes que seja tarde demais.

SEE YA SOON!!!
monicapinho63@gmail.com





6 comentários:

  1. Que pena Monica. Espero continuar a ler as suas aventuras quando forem para a Noruega! Uma pena sobre o Brasil, um pais com tanto potencial que poderia proporcionar a todos uma qualidade de vida identico ao da Australia, nao e?
    Ate breve, beijinhos xxx

    ResponderExcluir
  2. Vida de emigrante é isso mesmo, um pedaço do coração em cada morada que se teve. Eu também gostaria que o Brasil fosse um país mais seguro, porque beleza, natureza e um povo simpático não faltam. Boa sorte na Noruega!

    ResponderExcluir
  3. Monica, muito bons seus relatos da Austrália, do que viveram em outro país de forma tão bacana, intensa e divertida!!!! Expressam, as suas palavras, coisas de quem viveu de corpo e alma a experiência de conhecer outro país, outras gentes, outras coisas muito boas...

    Que a sua vivência possa ajudar, de alguma maneira, aqueles que você encontre por aqui na Terra Brasilis, que ainda não tiveram a oportunidade de perceber que fazer a vida no Brasil mais interessante, humana e interessada passa por atitudes simples de valorizar o que se tem e o que pode ficar melhor, a depender apenas de cada um.

    Espero encontrá-los logo para ouvir as estórias de vocês!!!

    Bjs

    Flávio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos sim Flavinho! Tô com muitas saudades de vcs todos!

      Excluir
  4. Muita pena ouvir que você voltou! Fui pra Austrália em 2011 e sempre li suas dicas!!! Voltei em agosto de 2013.. e me arrependi muito... Pretendo voltar daqui uns 2 anos, afinal, é muito difícil começar de novo no Brasil pra quem foi como estudante para a Austrália! =/
    Boa sorte em tudo!!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe não começo outro blog na Noruega??? Vanessa e William, volte sim, se puderem. Aqui realmente fica bem complicado pra quem conheceu a realidade do primeiro mundo. Boa sorte!

      Excluir